CURTAS

CONTINENTAL NEWS -

Por Alice Yoshiko
há 2 meses

POLICIAL

Cléia Rosa dos Santos Bueno - Acusada de mandar matar marido e amante enfrenta júri popular

Acusada de mandar matar o marido e alguns meses depois o próprio amante, Cléia Rosa dos Santos Bueno vai enfrentar júri popular. A decisão é da juíza da 1ª Vara Criminal de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá), Rosângela Zacarkim dos Santos.

Além da suposta mandante, sentam no banco dos réus pelas mortes de Jandierlei Alves Bueno e Adriano Gino os acusados pelas execuções, José Graciliano dos Santos, 30, e Adriano dos Santos, 20.

Cléia vai responder por homicídio qualificado por motivo fútil, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima no caso do marido Janderlei e por homicídio por meio cruel, com recurso que dificultou a defesa da vítima e para assegurar a ocultação e impunidade da primeira morte, com relação a Adriano Giro.  

Adriano dos Santos e José Graciliano vão responder por assassinatos mediante promessa de recompensa, meio cruel e recurso que dificultou a defesa das vítimas. Os 3 foram presos pela Polícia Civil no dia 24 de março do ano passado.

O marido de Cléia morreu em 15 de dezembro de 2017, com duas facadas no abdome, durante um suposto assalto. A acusada de encomendar o crime alegou na época que não tinha condições de descrever os criminosos por que estava em estado de choque. A vítima ficou 12 dias na UTI e não resistiu.

Segundo as investigações, Cléia armou com o amante para assassinar o marido, simulando um latrocínio, pois queria se separar de Jandirlei. A família da primeira vítima desconfiava, mas a Polícia Civil somente conseguiu confirmar as suspeitas após descobrir que o amante da mulher também estava morto.

A mulher alegou que após o amante passar a morar com ela, o comportamento dele teria mudado e passou a ameaçá-la de morte caso o deixasse, assim como teria nas ameaças falado que iria matar seus filhos e sua mãe.

A dupla acusada de execução confessou os crimes. Contaram que mataram o amante com golpes de enxada. O corpo foi deixado numa estrada da zona rural. Para o crime a mulher ofereceu um veículo Prisma, que foi apreendido pelos policiais.

 

Guarantã: Após furtar celular e geladeira, mãe denuncia o próprio filho para a polícia em Guarantã do Norte.

Na última segunda-feira (04/03), uma mulher de 47 anos compareceu no quartel da Polícia Militar para registrar um boletim de ocorrência contra o seu próprio filho de 16 anos.

Segundo o que consta no boletim de ocorrência, a mesma relata sobre alguns furtos ocorridos em sua residência, sendo que o suspeito é o seu próprio filho.  A mãe relata ainda que seu filho, menor de idade, é usuário de drogas e para pagar as dívidas com traficantes, o mesmo furta objetos de sua residência.

No último sábado, o menor furtou um aparelho celular de sua mãe, e na data em que o boletim de ocorrência foi registrado, o mesmo subtraiu uma geladeira da marca Consul de cor branca, sendo retirada de sua residência em uma pick up de cor vermelha.

O boletim de ocorrência foi registrado e encaminhado para delegacia de polícia Civil para as demais providências.

Guarantã: Homem de 89 anos comete suicídio em residência no Centro de Guarantã.

Na madrugada último domingo (03/03) por volta das 3h15min, à polícia militar de Guarantã do norte foi informada que um senhor de 89 anos, havia cometido suicídio em uma residência no centro da cidade.

O filho da vítima informou a polícia militar via 190 que seu pai havia se suicidado, os policiais se deslocaram até o local e constataram a autenticidade da denúncia.

A vítima foi encontrada pendurada por uma corda amarrada em seu pescoço.

Os policiais militares acionaram a POLITEC e a polícia judiciária civil para acompanhar o caso. Segundo o filho da vítima, a mesma já havia tentado se suicidar, chegando até tomar veneno.

B.A.J de 89 anos foi sepultado no cemitério municipal de Guarantã do Norte ainda na tarde de domingo.

Guarantã: Assaltantes amarram idosos na Páscoa 4, roubam R$300 reais e acabam presos pela PM.

Na última sexta-feira, (01/03), dois indivíduos realizaram um assalto em uma residência na zona rural de Guarantã do norte, Páscoa 4.

Segundo o que consta no boletim de ocorrência dois indivíduos chegaram em um sítio na linha Páscoa 4 por volta das 9 horas da manhã de sexta-feira, e de posse de uma arma de fogo, tipo revólver anunciaram o assalto.

Sobre grave ameaça, imobilizaram e amarraram as vítimas. Em seguida os suspeitos roubaram uma quantia de aproximadamente r$ 300 em dinheiro e também uma arma de fogo do tipo espingarda. Em seguida os suspeitos deixaram as vítimas amarradas e evadiram do local em uma motocicleta Honda Titan de cor vermelha.

PM apreende em Mato Grosso ampolas que tornam cocaína ‘mais mortal’

Quatro pessoas foram presas, ontem, por policiais do batalhão de Várzea Grande, com 99 ampolas de epinefrina, utilizada em uma mistura que potencializa os efeitos e torna a cocaína mais perigosa e mortal. Foram apreendidas ainda 178 pequenas porções de cocaína, porção de ácido bórico, porção maior de cocaína, frascos de éter, três balanças e dinheiro.

Dois homens, 20 e 26 anos foram presos e os menores de 15 e 17 anos apreendidos nas buscas feitas em duas residências, no Jardim Icaraí e Jadim Itororó, onde os produtos foram encontrados. Os policiais faziam ronda pela estrada da comunidade Capão Grande, quando observaram atitude suspeita de três pessoas, em duas motocicletas. Na abordagem, foram encontradas porções de cocaína no baú da motocicleta Honda Biz e, com base em depoimentos iniciaram as buscas, prisões e apreensões.

A assessoria da PM informa que todos foram encaminhados à delegacia para conclusão da investigação

 

POLITICA

MPE pede anulação da posse de Maluf como conselheiro

Em um novo capítulo da posse de Guilherme Maluf como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público do Estado (MPE) pediu que o Tribunal anule a posse e suspenda o exercício do ex-deputado como conselheiro. A representação é dos promotores Clóvis de Almeida Junior e André Luís de Almeida.

Segundo o documento entregue ao TCE, é pedido a anulação da posse de Maluf “tendo em vista a inobservância ao rito procedimental previsto no Ato MD 001/2019 e, também, a ausência do preenchimento dos requisitos consignados nesta normatização da Casa Legislativa para comprovação da idoneidade moral exigida nos termos da Constituição Federal e da Constituição Estadual”.

Os promotores alegam a “ocorrência de grave ilegalidade” durante o processo de escolha do conselheiro na Assembleia Legislativa. Por isso, a representação pede “a suspensão de todos os atos subsequentes à indicação do aludido Parlamentar (Resolução nº. 6.253, de 21.02.19), com a notificação das Autoridades Competentes, e, no mérito, a nulidade do referido processo”.

Na argumentação, é enfatizado que Guilherme Maluf foi denunciado nas investigações da operação Rêmora, “por meio da qual se imputou 23 crimes ao deputado Guilherme Antônio Maluf”. E que entre outros fatores que evidenciam o “descuido” na indicação de Maluf, estão os processos dentro do próprio TCE contra ele.

Maluf também não apresentou sequer toda a documentação necessário, que inclui certidão negativa na Justiça estadual e federal.

Trecho na 163 no Pará onde caminhoneiros estão parados deve ter mais chuvas; ministro foi ao local

O tempo não deve dar trégua para ajudar a melhorar a situação dos pontos com atoleiros nos trecho de ao menos 49 quilômetros sem asfalto da rodovia federal, na região entre Novo Progresso e Moraes Almeida, no Pará. De acordo com o Instituto Climatempo, essa noite será de muita chuva com volume de até 31 milímetros. Nesta quinta-feira, a situação ficará ainda mais complicada com pancadas de chuva a qualquer hora acompanhadas de raios durante todo o dia e à noite. Com isso, deve dificultar

Centenas de caminhoneiros de Mato Grosso e de outros Estados estão parados e enfileirados na rodovia federal há mais de duas semanas. Alguns motoristas estão sem comunicação com os familiares. Além disso, não há previsão de quando poderão seguir viagem para descarregar os produtos nos portos em Miritituba, Santarém e receber o frete.

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes, foi esta tarde, para a região e vai vistoriar as obras. “É nossa prioridade número um. Enquanto não temos condições climáticas para trabalhar, estamos resolvendo os pontos críticos, oferecendo alimentação, serviço médico e água aos caminhoneiros”, disse o ministro em  uma rede social. Ele previu que, nesta 5ª feira, possa ser liberado parcialmente tráfeg0 sentido Miritituba mas é preciso o tempo melhorar, parar de chover, para as equipes avançarem na recuperação.

A esposa de um motorista relatou, hoje,, a angústia de familiares que estão sem contato com os caminhoneiros que estão no Pará.

 Ela estava há seis dias sem notícias do marido e, ontem, ele conseguiu falar, pelo celular, porque havia sinal da torre de telefonia nas proximidades de uma fazenda a cerca de três quilômetros de onde está parado. “Eles estão captando água da chuva para beber. A água que chegou com o Exército está indo com má qualidade. Ele disse que não tem como tomar. Eles receberam, ontem, pela primeira vez comida”, descreveu a esposa, ao ouvir os relatos do marido.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) deve manter até sexta-feira o bloqueio de caminhões na rodovia federal, em Nova Santa Helena e Guarantã do Norte para conseguir recuperar os trechos críticos. A previsão é que manhã, seja feita a liberação dos caminhões descarregados que retornam de Miritituba para o Mato Grosso. Após o fim da fila, o tráfego será reiniciado pelos veículos que aguardam na direção contrária, ainda carregados, com destino aos portos. No mesmo dia, será liberado tráfego de caminhões a partir de Guarantã.

De acordo com o boletim diário do DNIT, Serra da Anita –  um dos pontos críticos- o fluxo segue parado e trafegabilidade parcialmente interditada. Em decorrência, há fila de 30 quilômetros com tempo de espera de 72 horas.

Em Riozinho, há fila de 15 quilômetros e tempo de parada de 6 horas. Na Serra do Moraes, as chuvas dificultam a condição da rodovia. Por causa disso, há 24 quilômetros de filas com tempo de espera acumulado de 41 horas.

MT: governo estuda reduzir carga horária de trabalho dos servidores

 Secretaria de Planejamento e Gestão de Mato Grosso (Seplag-MT) estuda reduzir novamente a carga horária dos servidores do Estado. De acordo com o secretário Basílio Bezerra Guimarães, um estudo está sendo feito para verificar os horários com maior uso de energia elétrica. “Pode acontecer do horário de trabalho dos funcionários públicos ser reduzido por cerca de meia hora. Isso se verificarmos possível economia de energia elétrica nos horários de pico. O consumo de energia costuma ser alto depois das 17h30“, relata. A medida visa a redução de custos. Somente com energia elétrica, a estimativa é para uma economia de 20%. “Fizemos uma parceria com a Energisa para que todos os órgãos do governo tenham lâmpadas frias. Iniciamos o trabalho no Palácio Paiaguás”, pontua o secretário. Outra iniciativa da Seplag e a reavaliação dos prédios locados pelo governo para órgãos como o MT Saúde e o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT). A previsão é que a economia seja de aproximadamente R$ 3 milhões. Demissões voluntárias Cerca de 161 empregados do Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), que é o antigo Centro de Processamento de Dados do Estado de Mato Grosso (Cepromat), aderiram ao Plano de Demissão Voluntária, ou PDV, proposto pelo Estado. A saída dos funcionários, que irá obedecer a um cronograma, motivará a redução média de 35% da folha de pagamento do governo estadual. “Serão economizados R$ 11 milhões somente com os PDV na MT1 neste ano”, ressalta o secretário da Seplag-MT. Na Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), a estimativa é que 150 funcionários façam as demissões voluntárias.
 

ECONOMIA

Entrega do Imposto de Renda 2019 começa hoje

Começa nesta quinta-feira (7) a entrega da declaração do Imposto de Renda 2019 (ano-base 2018). O prazo para entrega da declaração é dia 30 abril. O programa está disponível para download no site da Receita. De acordo com o G1, a Secretaria da Receita Federal espera receber 30,5 milhões de declarações, 1,23 milhão de contribuintes a mais em relação a 2018. O contribuinte que entregar com antecedência tem vantagens como: evitar imprevistos e multa por atraso; corrigir erros antes do prazo e receber antes a restituição. 
Apuração para Jornal Bom dia Cidade com Gilmar Ávila